13 de março de 2011

"Transcedência de dimensão."

"Não importa o teu modo
O que sabe é o que vale
Sim! Para os que existem enfim
Por cada tempo no existir
Do prodígio mérito da vida
Que se foi dada ao que crê
O campo marítimo é astuto
Para os que enxergam além do corpo...
E tem toda visão da alma
Quem sabe ele não se engane,
Pois só diz o que faz
Além dos outros está os montes
Entretanto além do mundo
Um paraíso ao que crer
Para ver e se ter ao predizer
Os desejos juntos de baixo para cima
De cima para baixo, além de tudo
Para que se desenhe o nada
E não corrompe os ares...
O ar do tempo irreal
Que passa a sentir real
A arte de profetizar
Até que se realize.

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...