Levanta-te

"Isso tudo aqui é muito lindo ... Mas não sou assim,
sou o que falo quando não penso pra falar."

__________________________________
"Direitos Autorais."
Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184, do Código Penal Brasileiro. Não copie sem divulgar a autoria !

segunda-feira, 9 de maio de 2011

"Colores que aprendi."

Sair, cair, rolar, cantarolar e até brincar

Dançar, manusear, aprender o que fazer

Sair, ter vontades e vencer toda tristeza

Escrever livros belos, como conto de castelos




Ver na estrela a cinderela

Chamar a Duda de boneca

Diz que é a rapunzel, e é

Louquinha por um chapéu





Sair, cantar, vibrar e saber onde chegar


Ter um fogãozinho de lenha


Fazem que penso que não sei


Voltar a ser criança





Realizar todos os desejos, escrever mais livros


Logo cedo, quando acordo, contemplar


Todo meu dia que se achega


Assim de mansinho,


Querendo logo fugir de mim...





Contar aos homens lendas


Dos que até hoje vivem para sempre


Penso, em Pessoa, como também


Grande Raul, contos fantásticos





Revirar coisas, trocar sapatos


Viajar na lua, e no espaço


Realizar toda magia


Que vem de dentro para fora





Sem esconder o que faço


Poesia feita em aço, só


Que a ponta da caneta


Agora só que percebi





Que logo em breve se acabará os espaços


Sei que é assim por mim


Rimas que não sabia,


Mas que agora as desenho





Um risco que corri


Só que uma coisa aprendi


Fazer sem medo pro espaço


Nunca vago ficar.





(Projeto Escrita Total)