6 de julho de 2011

"Se ainda não tentar, não desista
Você vive para que possa um dia morrer
Conta a verdade, pois ouve mentiras
Abrindo seus olhos, olha que bela vida."

Sua voz... Quanta ternura num só ser, Mas por hoje! Almejo sonhar no teu sono E no limiar do teu descanso Repousar em teus seios!