7 de maio de 2012

"Que não haja,

"Em mim o receio de agradar ou desegradar alguém
Que não me alegre nem me entristeça
Que nada me conduza ao nada,
mas que do nada eu saiba fazer existir
E que não haja glória no mundo que me perpetue ao homem."

"Na vigília dessa noite, enquanto todos dormiam. O mundo a se mover sem perceberem da mesma forma ao estarem todos despertos. Movia-se ...