1 de agosto de 2012

"

E se o que disseram não for
Não se importe, ainda haverá tempo,
tempo de ver um dia o que não desejou
Pois o que tens ouvido, não faz sentido

Não diante dos olhos que deseja semear
De uma realidade que pouco sonhamos
Só pensamos por imaginar
Diferente do que fazemos

Como pretendes este caminho?
Se ao menos acredita em si?
Temos este tempo a esperar
Pois é assim que podemos fazer

Alguma coisa que nos faça acreditar
Ver, sentir, até se massificar
Não creia tanto nestas vozes,
são sussurros de nada que não se vê

Agora veja o que ao menos se sente
Em momentos não vividos
È este tempo que precisamos,
Ver para acreditar, aprender para se dizer.

Toda essa euforia pelo qual o tempo tem transtornado, o rarefeito em que a maioria dos homens negam por insuficiência física, causando o des...