19 de janeiro de 2013

              ." Foi quando num sonho a morte já não mais levantava-se como o fruto que se dá pela vida. Foi opreciso compreender o que significa ser inteligente e sábio para destruir todos os difusos terrores do mundo. Foi quando num sonho a morte já não sugnificava nada que pudesse formar-se por medos natimortos. Foi quando num despertar se via o sol nascer como se nenhuma escuridão pudesse mais apagá-lo."

Sua voz... Quanta ternura num só ser, Mas por hoje! Almejo sonhar no teu sono E no limiar do teu descanso Repousar em teus seios!