30 de novembro de 2013

"O que conduz o mistério sobre uma noite de penumbra? O que há sobre aqueles trilhos abandonados que me prendem a atenção? Onde se encontra os sonhos que perdi pelas noites passadas!? Quem amo tanto que ainda não senti?"

"É como se uma máquina de ferro fundido tivesse passado por cima de mim, em cima do meu corpo. Porém, ainda não havendo força e vontade...