9 de maio de 2014

"È preciso se perder, para encontrar aquilo que não se pode achar."
                 |As gotas cobrem folhas em orvalhos cristalinos, a janela úmida em seus espelhos, são espectros de onde ela me faz ir, a neblina cobre o céu e casas distantes.
                              a Lavínia, fragmento de uma herança|

"Atenua-se no vasto céu negro antigas estrelas e esplendorosa e formosa lua...

Fazendo mundos surgirem junto a sensação do vento noturno Solstício outono também declama o amor as folhas Onde cada uma delas também...