10 de maio de 2014

                            "Um sopro ao desalento,
                                         Como o acalanto do vento...
                                                     Parte o trovão e dança a alma,
                                            Desatam os nós, desfazem as ilusões...
_________________________

                         Como o sol ,
                                      Lhes dou a sombra.
                         Assim como á noite,
                                      Lhes dou o dia.
                         E então como a chuva,
                                      Te dou o Oceano.

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...