28 de maio de 2014

"È que estas águas pesadas passarão feito o vento de outono. Que carrega o frio e dissipa os pesadelos como uma breve passagem, pois nada fica senão a impressão do que apenas se partiu. Como um sonho de espelho em que nunca encontramos portas ou janelas, apenas os autores da vida."

"Atenua-se no vasto céu negro antigas estrelas e esplendorosa e formosa lua...

Fazendo mundos surgirem junto a sensação do vento noturno Solstício outono também declama o amor as folhas Onde cada uma delas também...