11 de setembro de 2014

"Contemplo meus sonhos mais distantes. E assim caminho diante de um mundo chamado, alma. Realizo os impossíveis, pois creio em mim, antes de qualquer homem na terra... Movimente-se, e o tempo pára, para que possa realizar, sem que tenham que te explicar."

Deixe-me compartilhar com você uma memória

Dentro desse sonho, há uma imagem da morte E ela me leva onde há um saco de ossos Em que ali está o meu nome E pelo corredor daquele vale...