Levanta-te

"Isso tudo aqui é muito lindo ... Mas não sou assim,
sou o que falo quando não penso pra falar."

__________________________________
"Direitos Autorais."
Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184, do Código Penal Brasileiro. Não copie sem divulgar a autoria !

terça-feira, 5 de abril de 2016

Deixe-me tocar esta canção,
Enquanto em meus braços dorme
Terna saudade do que se quer ainda foi
De nada ser, mas tudo perceber
E assim, repentinamente
Surgir com a impetuosidade
De que nada é, mas foi antes
Como a temperatura cai,
Assim sobre nós, nos desfazemos,
Os sentimentos ...
Por vezes em que a escuridão chega,
Nos busca ...
Mas deixe-me tocar esta melodia
Enquanto você adormece em meus sonhos
E então, fechamos os portões
As portas ....
Abrimos as janelas, e nos deixemos
Ser o vento que invade a sala
Sobre tudo que tem vindo,
Deixemos ficar ali, por um instante
Em que nos vemos no espelho
A refletir certo, sem que pensemos
Porque agora vemos, que refletir certo
Está em ver, e não pensar apenas
Deixe-me escrever esta melodia
Sobre cada pedaço que desenha tuas curvas
Ò, horizonte infinito de nuvens deslizantes
Que me faz sonhar, e então,
Despertar porque no sonho
Quem ouve e deita sobre melodia,
Sou eu sem tu,
Mas eu sobre tudo, uma retórica.