6 de junho de 2017

Embala a ideia de que tenho da noite! Das coisas, são breves, passam por nós, as vezes estranhos, estamos perdidos em meio aos outros. Quando nos perdemos das coisas, sentimos os verdadeiros sentimentos. As pessoas, suas formas, a vida é uma loucura. Mas para quem conhece Deus, sou maluco? Ou apenas um passageiro neste mundo? Verdade que tudo passa, e o que é nosso, não pertence a ninguém. Não nos matem o desejo do sonhar, sentir. Os males e os medos, que vencemos, somos sempre nós que o vencemos. Pois estas coisas de fora, são bem menos do que pensamos e podemos realizar, sozinhos!

O elixir da vida

Que frui como fumaça espessa e sem pesar Não faz desvendar nenhum mistério Onde olhos algum vê, sente a alma e morre o corpo E no além d...