29 de abril de 2010

“Se vivido pela saudade de certo, se poderá ter algo pela saudade que sentimos, ou quem sabe até querer que um anseio momentâneo seja uma saudade para o amanhã. Assim teríamos algo pra sentir, e o nada nunca seria a vazão de nossa monotonia.”

"Eu e Ela."

Não são moedas meus anseios Ardentemente, desejo além do pensamento Porque não enxergo com os olhos Enxergo com a alma E somente ela sab...