21 de maio de 2010

Quero estar entre o céu e o mar
E fazer de um inferno a força
Da minha gravidade, voar...
Sobre ele pois o sentimento
De liberdade, nos permite aprender
A fazer da vida um eterno paraíso.

"Atenua-se no vasto céu negro antigas estrelas e esplendorosa e formosa lua...

Fazendo mundos surgirem junto a sensação do vento noturno Solstício outono também declama o amor as folhas Onde cada uma delas também...