11 de junho de 2010

"E quando então a tristeza bater em minha porta. A deixarei que entre, mas simplesmente para que eu possa sair."

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...