16 de agosto de 2010

Eu não apago as evidências, baby!
Elas ficam, para mostrar quem sou,

Coisas que inspiram-me, em meio ao nada
Do demasio das noites, caminho por aí,
sempre se tem algo pra ver, ou viver.
Mesmo que numa fantasia, é preciso imaginar,
o melhor que ela pode nos oferecer ...

"Eu e Ela."

Não são moedas meus anseios Ardentemente, desejo além do pensamento Porque não enxergo com os olhos Enxergo com a alma E somente ela sab...