15 de agosto de 2010

Um impede o outro
Como se fosse só ele
Para ele só existir
Pois tem mais do que o outro

Tal que não se mostra,
Pelo pouco que lhes é cedido
E se ofusca por tudo
Que o poder possui

"Não é atoa, que voto por quem pouco conheço. Pois é digno que não estar entre as corrupções. Suas idéias, são originais, e possuem o diferente que ainda não se viu. Tempo de política, só contempla as ruas sujas, e o sonoro incomoda-me, mas o melhor de tudo, é que eles somem."

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...