5 de setembro de 2010

"Também sei falar o que você diz, e ser aquilo que tu diz pela boca. Pena que não posso ser aquilo que tu pensa sem ver antes dos olhos. Que nada vê sem antes pensar ... Pois sou aquilo que me mostro. Sem que teus olhos necessite de pensamentos. Pois aquilo que vês, não é aquilo que pensas, sem antes conhecer."

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...