26 de dezembro de 2010

"Eu não me importo em ganhar e nem perder. Assim como andas sobre a terra, dita como o inferno que está abaixo do céu. Eu só quero existir, e assim vivo, sem ganhas e perdas, desfaço dos sonhos e realizo algum desejo que me tenho por dentro. Vivo por fora."

Deixe-me compartilhar com você uma memória

Dentro desse sonho, há uma imagem da morte E ela me leva onde há um saco de ossos Em que ali está o meu nome E pelo corredor daquele vale...