16 de janeiro de 2011

"Re-altares

Todas as menções sobre as ideias
Como todas as fases de existência
De toda replica do passado, como
De todos os mundos como to deram um Deus

Trilham as passagens existentes
Como transcende as constelações
De todo espaço vago, o silêncio
A inerte precisão do simbolismo

"Passa por mim o tempo todo
Como passo por todo o tempo"
Reage aos minutos como cresce
A cada segundo a sensação 
De recompensa...

Aquelas cartas registradas em datas
Como as minhas palavras a guardá-las
Não se têm porções, cordões
Que se desfazem de nós

...O existir que se faz de laços...

Certo de que a poesia existe

E que faz-me viver nestas eiras perdidas das estradas Desnudas da vida de homens quaisqueres de iguais Seres de areias que desfazem ao v...