30 de julho de 2012

"Pressionando dobradiças

Do que você tem medo?
De atirar uma pedra ao lago?
De arremeçar as cordas para um socorro?
Do que você tem medo?
 
De olhar diante do espelho,
 e enxergar o pensamento tresloucado?
De estar só quando tudo está vazio?
De silenciar a verdade que vê?
 
De fingir que tudo esta certo!? Quando errado?
Do que você tem medo?
È mais fácil atirar balas?
Do que desviá-las do alvo?
 
Medo de acertar sobre o pensamento errado?
Medo de cavar seu próprio caminho de volta para casa?
De ficar abandonado no deserto?
 Quem não quer ver loucos, que quebre os espelhos.

Toda essa euforia pelo qual o tempo tem transtornado, o rarefeito em que a maioria dos homens negam por insuficiência física, causando o des...