30 de julho de 2012

"Dizem que o título é a alma da história, dizem que tudo é por acaso. Para mim, é como se cada segundo tivesse um nome, para sempre criar um novo prelúdio. Pois não importa os meios, e sim o fim para que compensa para todos os inícios."

Deixe-me compartilhar com você uma memória

Dentro desse sonho, há uma imagem da morte E ela me leva onde há um saco de ossos Em que ali está o meu nome E pelo corredor daquele vale...