25 de junho de 2013

"Entorpece! Realidade. Distorce, os sonhos. Me fazem sentidos! Descubro, por detrás do muro. Mundo imaginário, de visões invisiveis. Que contemplo enquanto adormeço.
                         [Feito de riquezas mortas]

"Atenua-se no vasto céu negro antigas estrelas e esplendorosa e formosa lua...

Fazendo mundos surgirem junto a sensação do vento noturno Solstício outono também declama o amor as folhas Onde cada uma delas também...