Levanta-te

"Isso tudo aqui é muito lindo ... Mas não sou assim,
sou o que falo quando não penso pra falar."

__________________________________
"Direitos Autorais."
Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184, do Código Penal Brasileiro. Não copie sem divulgar a autoria !

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

"Instante em que,

"O silêncio enternece estes vastos corredores
Cheio de telas e silhuetas, onde encontro você
Perdida no pensamento em que também se perde os meus passos
Chove enquanto descaminho do meu acalanto

As flores lá além-do-jardim, desejam voltar
A serem orvalhadas pelas gotas cristalinas
Que trazem e carregam devaneios distintos de mim,
O que se esconde por detrás destas pesadas portas

Que se trancaram a anos, deixando o ar de mistério
Anos que não voltam senão pelo querer do pensamento
Que eleva o sentido das horas, e te levam novamente
Ao cais do outro lado do horizonte, que me busca

Alusões sorrateiras que me perturbam a escuridão,
Olhos que acendem as velas, dissipando o medo
Carregando para longe a sensação da insonia
Por através destas janelas vitrais e desenhadas

                   .Como um INSTANTE que desvanece alta-madrugada,
                                      E ela sonha.
             Sobre o solstício de inverno, até que encontre
                 Seu destino perdido por entre ruas abandonadas.