13 de agosto de 2015

"Porque o rio que se junta com outros rios, nunca chega ao mar. Pois mistura-se as ondas que não são tuas, e sempre morre no interior do nada. Mas o rio que corre sozinho, sempre encontra o mar, e torna-se um oceano"

Sua voz... Quanta ternura num só ser, Mas por hoje! Almejo sonhar no teu sono E no limiar do teu descanso Repousar em teus seios!