20 de outubro de 2016

"Porque nenhum corpo pode sentir alma
Sem que a alma, esteja viva
Para que torne o corpo, um movimento
E a vida, uma história que tenha sentido
Diferente do que tudo é, e assim como fazem,
Por si só, compreender a vida além das tragédias mundanas
Viver, é acreditar que nada do que vemos
È justo para a alma que cuida do corpo
E jamais maltrata o seu próprio coração."

"Atenua-se no vasto céu negro antigas estrelas e esplendorosa e formosa lua...

Fazendo mundos surgirem junto a sensação do vento noturno Solstício outono também declama o amor as folhas Onde cada uma delas também...