17 de outubro de 2016

"Um devaneio suspenso,
Contido em pensamentos
Extremos, tais incontroláveis
Desmedidos, não meus
      (...) Vagantes  (...)
 Por si só, mudamos de canto!"

Sua voz... Quanta ternura num só ser, Mas por hoje! Almejo sonhar no teu sono E no limiar do teu descanso Repousar em teus seios!