27 de maio de 2017

Me perco em teus olhos
Como se uma força incontrolável
Assim como toda forma de amar
È bela e desnuda os sentimentos
Também em teus olhos, eu me acho
Não sei qual nobreza, me toma!
Ou se o que me toma é nobre!
Venho aqui e me ponho a pensar
No que antes escrito, tornou-se real
Se te ver de longe, me causa furor
De perto quero ser tudo quanto pensa
Para que eu seja não o desejo, mas a realidade
Que de tão longe a tua chegada, veio regada de estrelas...
Se eu pudesse mover o mundo, te traria aqui
Para este agora, onde enlaçaria-te em meus braços
E todos meus beijos seriam teus
Amar-te me parece mais um ápice
È um sentimento intocável, como antes existia
Só que agora, ele alumia dentro
E transforma toda treva em luz...
Psi, não penso em ti, como um pedacinho de céu
Mas como quem me faz pensar apenas no céu
Que longe está, mas que posso enfim, alcançar
Além dele, todas as estrelas desta constelação.

O elixir da vida

Que frui como fumaça espessa e sem pesar Não faz desvendar nenhum mistério Onde olhos algum vê, sente a alma e morre o corpo E no além d...