25 de junho de 2017

Estendem-se os meus campos
E abrem-se os lírios
Ruminam as folhas
E fazem rodamoinhos

Crescem os cravos
E perfumam os ares
O vento faz a curva
E adormecem as borboletas

Enquanto vagam e voam os vagalumes
Faz fluir num ato belo
O vasto monte intocável
Crescendo vem os galhos pequenos, frondosos

E brotam flores no meu campo
Me deito a relva
E assim te sonho
Luci di lunna, num encanto

Toda essa euforia pelo qual o tempo tem transtornado, o rarefeito em que a maioria dos homens negam por insuficiência física, causando o des...