25 de agosto de 2017

" A junção do novo com o velho. A mais preciosa e perfeita jóia que o tempo lapidou. A jóia não roubada pelo tempo, e não comprada no obscuro.  A experiência e a vitalidade. Eu e você!

Quis escrever nas noites mais frias e longas das quais cada um dos meus pensamentos eram naufrágios. Mas não fui permitido a escrever com pe...