28 de outubro de 2018

"Bem, as estrelas riem sempre de nós no ato prevalecido de nosso tormento existencial. Elas enquanto brilham e dançam no infinito firmamento, seguimos numa vila dentro de um mundo sem Luz. Em algumas ocasiões nossos passos são como máquinas que preparam o caminho. N'outros, somos apenas estrelas sem brilho que vaga na escuridão das iluminuras noturna. A verdade, é que somos Rio represado, onde cedo ou mais tarde, rasgaremos a terra e voltaremos ao nosso leito de origem."

25 de outubro de 2018

"Carvalhos que às chuvas consagram
E Jardim escolhido acendido
A fogo que escolhes a alma
Sobre folhas e como florestas d'água
Uma forte estopa ao farol
E faísca que entorpece ilusões
Criadas na solene realidade
Sou o sonho que nada o apaga.

23 de outubro de 2018

"A bíblia não precisa de ciência para ser interpretada, nem de matérias que padronizam os homens a serem escárnios de conhecimento, e não pontífices de caminho. Deus se revela de maneira espiritual!

18 de outubro de 2018

Certo de que a poesia existe

E que faz-me viver nestas eiras perdidas das estradas
Desnudas da vida de homens quaisqueres de iguais
Seres de areias que desfazem ao vento do Sul
Nunca são norte sem fim, mas pontes para tolos motins...

Sou tempo escrito nas estrelas que cabe a terra
Constelação que não cabe se ser algum
Sonho distante em tempo sem fim
Que encomenda o silêncio para festejar as chegadas

Que também partem no instante que caçam-me
Como presa intocável de espírito livre e indizível
Sou fonte das águas de rios inexploráveis
Tecendo campos de lírios a vestir o horizonte

Alma vindima de um corpo solstício
Que adormece no inverno
Para dar vida ao verão de flores
Que somente nascem na Primavera,

Sou estação
Onde pousa a borboleta lilás
Que tece a vida
Na nascente da lua que mingua."

17 de outubro de 2018

O Poeta


Eu sou a história, que contada será n'outra século. Sou aqui a inspiração escrita da minha desejada poesia, que define bem meu ser inconfundível. Sou o significado oculto da minha alma, que não faz do corpo manequim para experimentar vestimentas que envelhecem, mas faz caminho no horizonte pedido, onde me encontro a deitar tranquilamente na relva do sonho perfeito.

Eu sou o poeta

16 de outubro de 2018

Sou transparente feito gota cristalina da chuva...
Que desce e abraça a relva
E rega os arvoredos para dar frutos
Sou o canto noturno que ecoa à noite silenciosa
O tilintar do sino de uma aldeia velha e já antiga...
Sou o ressoar da minha alma que nada teme
Senão deixar de ser e transformar...

"A mais fascinante máquina do universo, é quase invisível até outra máquina inspeciona-la. Criada por ela mesma, conheço-a como um lugar chamado: mente. Sendo ela a mais poderosa nascente das criações como das suas próprias também destruições."

13 de outubro de 2018

"Dormi teu sono, Sonhei teu ser."


Em meio a noite serena
O vento junto a chuva
Como éramos nós dois a dançar
Juntos as letras que faziam versos

Palavras que se desfazia
Transformando-nos em maiores
Do que odes de feriados passageiros e repetidos
Transmitindo formoso recado

Entrelinhas de sonhos ocultos
Desvendando mistérios sem segredos
Voltando meus olhos para o Jardim
Jardim de amor a ganhar forma

Tu vens...

Linda de lilás
Como semente morta
Para dar vida em meus sonhos
E em mim, faz nascer a relva

Não és mais flor, pois já nasceste
Não és mais um verso
Tu és a história...
Em que me faço folha

Para não devanear a vida
Mas realizá-lá no ápice
Da intelectualidade do espírito
Pois a vida nos fez-se por corpo

E juntos somos uma alma."

7 de outubro de 2018

Minuano sentimento

Faz teu manifesto soprar
Por entre as frestas dos olhos
Que fazem findar instantes
Advindo sobre profunda estação

Que arrasta tempos aos trilhos
Diante da pontaria do revés
Em que sou quadro antigo envelhecido
Pela divinal história de longos invernos

Indício de perfeito tempo indizível
Entre o minucioso passar do vento
Transformando sentimento em carta lida
Alma minuana a cantar-me feito perfeito canto

Notas que tilintam folhas
Chuva que tingem meus olhos
Me fazem realizar, tão lindo sonho
Que semeiam o céu pelas nuvens...

5 de outubro de 2018

Precisamos de menos mensagens e mais mensageiros que preguem a verdade da Cruz. Porque belas mensagens enchem os corações de esperança. Depois os afogam por suas ilusões."

"O que satanás vê em você, não são as tuas faculdades e nem os teus conhecimentos, mas o teu sangue. Sangue pelo qual foste lavado para a vida e não como parte de uma existência morta."

Os demônios

Os demônios A penumbra da madrugada fria Onde estreitos eixos se debatem Como um finíssimo aço na mata que se propaga Um saco de ossos v...