30 de dezembro de 2014

"Minha intenção é decifrar em uma única frase, o que um livro quer dizer em vinte capítulos."

29 de dezembro de 2014

"Não posso amar uma flor menos do que uma pessoa. Pois enraizamo-nos pelos campos, antes assim, todos nós nascemos, Crescemos e morremos."
"Se você duvida de alguma coisa. Não merece tê-la."

23 de dezembro de 2014

Todo vento sopra
arrasta, trás, depois leva
È sempre assim,
nada de haver em mudar
A estadia dos segundos
para o minuto,
Dos minutos
para as horas,
Grande passagem do dia
que se finda, trás a noite
O sono, o sonho
e a terna madrugada
Em segredo quem chora
não sofre, alivia
Quem pensa assim,
em tanta coisa
Sabe o que fazer
logo que amanhece o dia
Pois todo vento, sopra
trás e leva,
Leva e trás, sempre assim."
"Porque há algo de magnífico em ouvir a palavra de Deus. Em toda sua soberania. Aninhar o espírito em segurança, caminhar de volta para casa em meio a chuva e suas gotas libertinas. Deitar-me no som da mesma chuva a embalar a noite enquanto vejo Hugo Cabret."

20 de dezembro de 2014

Não se preocupe, pode nem acontecer.
   Pois o tempo é feito uma dádiva,
  Emprestada para mim e para você.
"Eles jogaram tinta,
agora carregam as latas
Que pouco lhes restam
em cores que tingem
Seus passos, rastros
escolhi ficar, pintar
Fazer daquela bagunça
uma obra de arte
Sozinho no cais
onde o vento sonda-me
E me leva p'ra longe
o prazer está aqui
Em estar só e ponto
e tudo vai se edificando
Não há medo, se quer temores
aquilo a que nomeia os homens
Que rogam pelo que se quer
sabem, mundo devasto
E eu pinto flores no meu deserto
faço montes rochosos de areia
Espraiando as nuvens
trazendo chuva, e tudo se faz novo
E não há olhos, além dos meus
que possam ver, viver."

18 de dezembro de 2014

"Estas sombras,
trespassam-me,
mas nada trazem
Senão silêncio
E dor..
Quem dera
Fincar estas pontas
arrancasse toda
esta forte dor
Que nunca passa
paira um tempo
E eu olho além
Do que antes era,
e agora
Só destroços,
ruínas
Cacos
E aqui, meus fragmentos."
"Se assim, em uma única
palavra, eu pudesse me desfazer
Diria assim; ponto e fim.
E aqui onde há pouca
Luz, simplesmente recomeçar."
"Envolto os males que me atêm aos medos. Um círculo que sufoca até os pequenos anseios, onde me vejo frente a todos os abissais que são os olhos que por mim pensam. Temo o fim, de um algo que me comprometi a cuidar. Mas note bem; é como virar a página de um capítulo terminado. Recomeçar, me compreender, em querer viver mais do que antes para tudo quanto ainda não pude ser."

12 de dezembro de 2014

    "Ninguém quer morrer para salvar o mundo! Custa caro estar vivo meu amigo, e você não desjaria ser criança novamente por apenas mais um minuto?"
  "Chove lá fora, enquanto d'outro lado, campos são ceifados e vidas são 'levadas... Molha a terra e rega almas perdidas. Oh! Não, isso poderia não ser real, mas eu vi, eu vejo, e o tempo passa, sem que percebam que nada é ou será em vão. Se houvesse cura para plantar, a todo amanhecer colheriam vidas novas. Mas assim nasce o dia e morre na noite. Como podem leiloar terras distantes? Disputam refinarias de ouro do outro lado do mundo? Quem sabe de quem são os braços que alcançam lá? Desliza a brisa sobre o penhasco, e um dia cobrirá a cidade, assim como estão agora os teus olhos."
Porque eu vi que na alegria do homem, está sua verdadeira tristeza e em teus sorrisos se expõe as tuas malícias. As que o levam ao seu fim. Percebi que também todos falam sobre o que vêem, mas não cumprem o que dizem por pensar. Crer em Deus, não está somente no seu pensar, no seu dizer... Crer em Deus está no seu modo de ver as coisas, no seu se afastar e fazer, um algo que mude o tempo e espaço.
E então descobri que estar triste era o princípio da minha alegria...
               De minha verdadeira alegria!

11 de dezembro de 2014

"Não há nada que você possa fazer. Que eu não possa desfazer com uma só batida do coração."
"Ah está tempestade, que cai devastando ruas, esquinas e vielas. E se quer notam que lavam os campos, e faz ruínas lugares onde cintilam sentimentos alheios. Eu nunca vi, vivi aquilo, e porque sinto? Quero dizer, porque sente? Aquilo não te pertence, o erro não é teu. Aceite, seja verdadeiro, pois não há nada além do que se vê, do que se quer viver, e pelo que se busca, vive. Muitas das vezes, notamos que somos movidos por sentimentos em que nos transmitem. Um  grande erro da humanidade comover-se por aquilo que se quer podem mudar, poderiam prever futuros desastres simples corpo sem um espírito? Ora, não quero dizer que cri ou creio naqueles antigos que porventura ousaram decifrar coisas possíveis de nosso presente. è necessário notar que ao passar do tempo, coisas tornam-se prevísiveis, assim como o fim daquilo que um dia plantamos, é como realizar um sonho e ter a necessidade de um outro para viver. O vento sopra, não é mesmo? Um dia estamos soprando uma resposta e vamos contra a maré, e enquanto não chegarmos a um cais, jamais poderemos entender, por fim compreender verdadeiramente que o mundo nos conspira, e nós conspiramos o mau, nunca o pretendemos e nunca o desejamos, mas ele é próximo, assim como pontos aos quais esperamos a chegada daquele ônibus na avenida em frente a um número que jamais notamos. Passamos por ruas, pessoas, coisas e lugares e nem sempre somos capazes de gravar tudo aquilo que assistimos, por fim, vemos e assim transmitem-se sentimentos, sentidos ás nossas vidas... Vaga sobre nós o tempo em que nos perdemos por princípios em que os homens tende a fazer falecer em nós, um desejo de ir além, de levantar a quem esta caído. È diferente agir do que pensar, e quando pensam esperam que nós caímos, porque paramos aqui? Nada nos livra? E os nossos erros, são julgados por mãos humanas, e nos pesam seus gestos, suas palavras... Mas é aqui, onde os anjos emergem nossos sonhos e tudo começa a flutuar, vamos deixando os gritos, os incomodos e começamos a navegar. De longe vemos as pequenas embarcações, carregando pessoas onde os teus céus começam a cair, sobre tuas cabeças... Sobre teus ombros carregados de impuras acusações. E nós que deixamos isso, começamos a navegar, pois,
                    "Não existe procura sem algo para encontrar...
 Sem miseras moedas, sem míseros anseios de um fim de tarde com quem nos trai... Sem o desejo de embreegar-se áquela mesa, onde a comida não tem gosto. Devemos saber que somos nossos próprios inimigos íntimos, percursores de uma estrada escolhida, por nós mesmos...Pois,
                   "Não importa se olhaste para esquerda ou para a sua direita, o importante é que tome uma decisão a frente."
                     Depois da tempestade, a esperança renascerá...

"O silêncio da noite...

Oh! Quão estranha noite
Em todo o seu silêncio
Aqui e acolá o tempo passa
E alumia sua lua minha
Janela quê ainda baixa
Tudo me faz ver ao alto
Grandes e inalcançáveis estrelas
Que se supoem além-do-além
Terno silêncio que quebra a realidade
Aqui e todos os meus passos
Como se pequenos que saltam amarelinha,
Quanto na esquina ronda a morte,
Que nem áquela alta câmera vigia...
E o relógio lá do outro lado
Tiquetaqueiam os seus eventos
E continua a dançar
O vento de sua varanda
Quase não bate o coração
E vai transportando a multidão
Daqui do alto da janela
A vida passa e a lua cresce
Pois cada dia ao seu tempo
E cada tempo seu lugar
No descaminho do acaso
Eu atravesso arremotos
Grandioso mistério é a vida
Que nasce e morre ao mesmo tempo
Que o passado se sufoca
E assim deixado em qualquer porta

            "Sou só o vento
             No momento...
             E o instante
             Deste tempo."
"Vivemos em uma terra de falsos santos."
"Foi tão real que doía. Despertar em meio ao sonho."
     "Matei toda "religião" que havia dentro de mim, sirvo pela fé."
 "Sim, sim! Abandonei teu barco, cheio de pesos inutilizáveis. Deixei teus "ais", seus grandes erros em achar que "eu" não tentei te ajudar a remar... Foste tu só a remar? Então continue, pois desembarco aqui neste cais cheio de estrelasao vento só. E sim! Embarco aqui mesmo em um navio onde meu espírito me guia sem dar o cansaço todo aos braços."

"Recomeço."


O medo de errar quase sempre te faz não arriscar
Às vezes é preciso se deixar levar!
Mesmo que as consequências sejam desconhecidas
Não tenha medo!
Procure ser transparente - "faça o que tiver certeza"
Escolhas erradas podem te fazer sofrer, apesar de fazer parte do aprendizado ...

Permita-se: As chances são únicas!
               Espero que você tenha uma vida da qual possa se orgulhar
                "Que seja forte o suficiente para recomeçar."
                              //John Wayne, 

3 de dezembro de 2014

"Considero figuras engraçadas caracterizadas ao mal."
     E tudo o que eles querem, é o manter em um sono profundo."
E esse trem que vem do outro mundo!? Que fique pra lá!
                ...
"sabemos uma e outra coisa sobre o planeta, mas não sobre o mar."

2 de dezembro de 2014

       "meramente tudo parece impossível, mas talvez deixar estas todas preocupações me leve a um outro lugar. E quem sabe assim os possíveis sejam planos melhores do que estes que antes tive?

 

"Ainda insisto nos mesmos erros
E o sonho se vai por entre os dedos
Mesmo sendo assim tão difícil
Acredito estar fazendo o certo
Mesmo sendo tão aparente
Estou preso em minha própria casa
Sozinho parece impossível
Talvez até seja
Mas doze mãos são bem mais fortes
Do que dois pedaços de madeira."
                   //Fim do silêncio
"então o universo seria uma coleção de uivos e dentes rangendo
um batalhão de Sísifos cansados e de músculos doloridos
formidáveis heróis num mundo onde o heroísmo é vazio."
          //Life is a lie.

1 de dezembro de 2014

 "È que há tempos, em que ás janelas da alma se fecham. Os olhos se cobrem de espectros cinzas, e nada passa além dos sonhos. O momento se acaba, e algo te esquece. Daí então, surge um novo tempo, o que se deve esperar."

26 de novembro de 2014

22 de novembro de 2014

 ...È que majestosamente vem se levantando um sentimento atemporal
 Que se desapega do que ouve, liberta-se do incomodo, e segue
 Como a sentinela de um coração intocável,
 Protege acima os montes dos pensamentos, se elevam
 E trazem novamente a liberdade de correr além-mar,
 Avança sobre estradas jamais exploradas, teus olhos
 Que emaranham o horizonte que eu persisto em descobrir
 Só que agora, com um motivo a menos para seguir teus passos."

20 de novembro de 2014

        Ela queria bater á porta, mas preferiu entrar...
Sabia que a felicidade estava lá
Prestes a te pegar de surpresa, que havia naqueles cômodos?
Sobre aqueles quadros todos empoeirados
Uma lembrança de como quando era criança
Bailava a cada passo, direcionada pelo sentimento
Que de tão profundo, trazia a noite estreladas
Lá fora, nada além de Luci di luna
O que eu posso te dizer? Bem se que quer ouvir algo
Ou ver alguma coisa diferente, estranho, não?
A mudança deste percurso que agora te leva a outro lugar
Onde está!? O que passou antes de estar ai?
Se um sorriso desejoso, não sei ao certo, mas há um desejo
Aquele de flutuar sobre as nuvens e descobrir o que há além-do-além
Tenho pensado nas dores do mundo, e nas injustiças da lei
E sabe que nada dissome aflige... Ela ainda esta lá dentro!
Entrou sem pedir, sem bater, e ela está chegando
È melindra chuvosa, e só se transformaemorvalhos finos
De flores silvestres e majestosas que enfeitam meu jardim
È um amor inteiro, quase intocável pelos meus ais
Seu corpo faz o meu estremecer, nada é impossível
Não somos de um lugar distante nem se quer de marte
Ela tem todos os sonhos do mundo, e eu não me perco..
Não quando ela está aqui, tranquila a olhar a paisagem lá fora
Por estes vidros embaçados, que me trazem as tuas sensações
Desvio da água para entrar neste fogo queme trás treu sorrir
Teu mover sobre meus ombros alvos que tecem o teu gosto
Num beijo árduo, que infinito particular é este?
Que entra sem pedir e fica para todo os instantes?
Ela quebrou os quadros, desenhou o chão para caminhar...

15 de novembro de 2014

"Bendito seja aquele que não tem ídolos. E sabe que amigos, são necessários. Não para tudo. Invoque honra santa, santifique o seus pensamentos, e bendito será sempre o teu falar."

13 de novembro de 2014

           Pronto?
                                 ...E desliguei,

               ...Na terra,

                                 Roma para Lisboa
                                                        Hong Kong para São Petersburgo.
          //Samael.

4 de novembro de 2014

"È que meus pensamentos são rasos, e sou profundo. E só ela pode me navegar, me direcionar. Fazer com que eu me perca ao leo desta bússola. Porque somente ela brilha como aquele farol que tudo me faz encontrar. Sobre teus olhos posso me perder e sobre teu pensar me desfazer do que se quer importa. È que neste raso ela mergulha feito estrela do mar, que tudo em mim alumia. Não é ela uma simples imagem do que desejei um dia amar. Ela é o sinal de que há mais do que sentidos em minha vida, é o vento que sopra as folhas sobre meus passos calmos. È a superfície que sempre quis conhecer e ir além daquelas estradas, com ela posso visualizar um futuro distante que nunca pensei. Ao lado dela o tempo pára e nada mais importa se não ela. "Só de ti pensar meu amor, me inspira, e me faz desenhar sobre um céu cinzento que dou sentido em tanto amar-te." E nada, nada é tão distante de mim, pois ao teu lado, tudo conquistei... E não é o horizonte que desejo dar-te, mas meu amor para que em mim permaneça a ânsia de sempre ter a quem acordar em todo amanhecer e sobre todos os invernos aquecer-te como quem precisa do calor da vida."
            A// Nathalia Cavalcanti. 
                       .E não precisa alertá-la do quanto a amo, não é mesmo?
                              Tão pouco sobre o número três, 

29 de outubro de 2014

"Ùnico se tornará quando em outro viver não se importar; e com o teu se ver."
 
Uma mulher...
Um sonho,
Um desejo
Um momento
 
Uma diva
Um querer
Um instante
Com ela
 
Uma inspiração
Um suspiro
Um lugar
Sempre secreto
 
Uma musa
Que faz-me se perder
Por entre suas curvas
Bem adornadas
 
Uma musa, que desnuda
Meus sentidos todos
E deixo de contar as notas
E conto as estrelas pelo seu olhar
 
Nada perde o sentido
Quando buscamos, 
Ela que não esta aqui
Mas vai surgir... 

            //E ponto.
 
"Não importa como você olha, a vida é estranha. Muito estranha.
A verdade é que frequentemente nos concentramos tanto no que estamos fazendo que não vemos para onde estamos indo."
                                     //O sentido da vida

28 de outubro de 2014

Trilha uma penumbra por entre aqueles trilhos 
Escondidos por entre a neblina que desce 
E paira sobre os olhos atento ao vasto silêncio 
Que carrega as folhas que deixam o fim do dia 
Passado, que nada oculta senão o que partiu 
Entre mim e um ser esquecido que se faz sombra 
Que caminha juntamente aos mistérios da noite 
Sino que toca longe a aldeia abandonada 
Trazendo assim o capítulo escrito ao devaneio 
De um tempo passado, que alma nunca esquece 
Torre que aponta o cais sobre a praia 
Devasta por suas as areias do tempo 
Em que jamais apaga as pegadas, apenas as tingem 
Sobre as memórias que esperam o nascer do sol 
O raiar do dia para apagar a mancha humana 
Que falha em não ser, que tenta em esquecer 
Que não haverá nada como não houve o instante 
Em que existe, e precisa crer que além disso 
Deve-se esxistir de dentro para, pois fora 
Não pode ser nada por dentro, como plantas 
Que nascem e morrem, dias que se dão pela noite 
Norte sem fim, noite sem igual ... 
Lua que brilha e mingua o mar e espelha o oceano contrário 
Ò quão maravilha esta brisa sem fim, que me toca e parte 
Em devaneios que nunca te achegam, nada me falta 
Pois é aqui em meio a isso, a que sou 
Que tudo se forma, nasce, cresce e nunca se desfaz 
Apenas amamenta a distância entre mim e onde quero estar 
Chegar diante da partida que me foi dada, A crença sobre 
Deus que tudo faz em meio ao que está em oculto 
E nada pode me submergir, são apenas domínios Inspirações, 
um tempo que jamais se apagará 
A terna paciência para antes crer que existe em mim 
Um anseio maior do que qualquer outro em querer ter 
Pessoas ao meu lado que possam assim, desacreditar 
Pois acredita que por entre esta neblina densa 
Há o que ver, há o que alcançar, caminho 
Que me atém por diversas estradas, em que um 
Espírito Divino guia-me 
Queira ou não queira ser, assim tudo se faz, 
Um encanto, um tempo, uma existência, um tudo, um marco 
Um Eu para sempre bem guiado.
"Uma tentativa frustrada esta de querer dar fim no que apenas está começando. Erro incondicional este de querer fechar esta porta já que nunca se fecha a janela dos olhos e atravessa os horizonets."

27 de outubro de 2014

Sombras de um olhar cadente,
Prostado sobre o alto monte
Que visa o mais belo luar
Lúcido de estrelas que dançam

O olhar pairo entre as nuvens
Que navegam e detratam os sonhos
Pois a noite sem sonho
E a sonho sem que haja sono

Um briljo envolta da escuridão
Trazendo a verdade que vela a vida
Que de inteira se faz em partes
As vezes quebra e vem o tempo

Fragmentos de um segundo que desvenda
O mistério além das ondas do mar
Que de cheio jamais se entorpece
Só esconde e leva teus segredos

Para além do alcance qualquer
Olhos que buscam, desejos que alcançam
Navego assim sem medo,
Pois creio em mim, antes dos homens."

"Porque tudo em mim
Ama tudo em você

Quantas vezes eu tenho que te dizer
Mesmo chorando você é linda

Mesmo quando eu perder estarei ganhando
Porque eu te dou tudo, tudo de mim"
                   //Jhon L.

    A Nathalia Cavalcanti.
Pessoas, ah! As pessoas, quão estranhas, modernas, sutis... Diferentes, incrédulas, enfim, seres compreensíveis em um mundo tresloucado em milhares de movimentos por milésimos de segundos.  Bem, vamos lá!  Somente algo que penso, sim? Não estranhem, no entanto...

           As trocas de olhares, sorrisos e palavras, quão magnifica esta virtude humana, em caminhar sem querer ser percebido, mas sempre há quem esteja com os olhos atentos. Cabisbaixo, pensativos, euforias, passageiros, eis uma marcha incrível do tempo. Portanto alguns inspiram outros sentem medo e se quer se movem, pouco pensam e se enganam, receio de serem diminuídos. Se eu contasse cada passo meu e então multiplicasse pelos que eu noto numa manhã como está, de certo eu haveria muito mais a descrever, mas é como falar sobre o número três, o que não importa! Claros e escuros olhares, atraídos pela massa insignificante de curvas bem adornadas ou trajes que imperfeitam os corpos. Campos desabitados, costruções, passagens, ruas e vielas. Sobre a luz do sol que nada deixa passar destes olhos que buscam. Perseguidores de sombras e lojas cheias, dinheiro jogados pelas ruas e praças, folhas. Não folhas como áquelas lá do aolto que somente caem no tempo certo dando espaço para outra vida, pois nunca se gastam assim ao alheio deste terreno empoeirado pela poluição que cobre o horizonte além dos prédios que impedem a entrada dos raios solares. Nada pesa tanto quanto perceber que o que se passa, passa rápido e preciso aproveitar o instante, parar e deixar que os outros passem para que não viemos a ser levados como suas malas mal arrumadas. O movimento, o barulho, o ser inteiro sobre a questão do que quer 'ser' e ter. Deixar, o rastro do ontem, viver o agora este instante... Incrível este momento a que me tenho por um mundo inteiro sem mesmo ser o que ele deseja. Cristalizando os olhos e deslizando sobre os passos, dando vazão ao pertencer a mim, e não há nada e aos outros que passam e se vão. Como um vento que trás a breve garoa e logo trespassa as horas, trazendo um novo dia!

26 de outubro de 2014

"Razões, motivos... Excessões, nos achar, ver que além das coisas, existimos! E que a felicidade a todo instante bate á porta. Basta ouvir as batidas de nossos corações."
           "Deus não devolve o tempo perdido em vão."
                     ...Recomeçando!
            Rearrumando a bagunça. 

"O sentido da VIDA, I

Tantas vezes começamos sonhando com uma vida maravilhosa, selvagem e livre.  Que geralmente é muito distante da que acabamos levando. E o triste é quase sempre descobrimos isso tarde demais, quando é impossível recomeçar. E, acredite, existem algumas sensações terríveis neste mundo. Como a culpa por ter passado o dia inteiro sem fazer nada, ou o arrependimento por não ter ajudado um amigo num momento difícil, e a vergonha do tipo “não acredito que eu fiz aquilo no nosso primeiro encontro!”. Mas, de todas as sensações que deixam você doente, nenhuma é pior do que saber que teve a oportunidade de fazer o que ama de verdade e não aproveitou. Portanto, qual é a sua paixão? A razão por que você veio ao mundo? A respostas a estas perguntas lhe dará acesso ao grande mistério da vida. E bota grande nisso. Aqui vão algumas pistas para você encontrar o caminho certo. Para começar, ninguém vai fazer isso por você. É como andar o tempo todo com um cartaz nas costas dizendo “Me chuta”. Você tem que descobrir isso sozinho. Também é pouco provável que um dia você seja iluminado por uma luz brilhante e seu objetivo na vida lhe apareça como numa visão divina, e com certeza você não o encontrará na televisão. Sim, é remotamente possível que um dia o sangue corra para o seu cérebro e lhe permita chegar a uma conclusão sem muito trabalho. Este exercício não é dos mais duros, só requer honestidade. fácil como “Levante a mão se você acha que pode aproveitar melhor a vida”. Mas o melhor é passar um bom tempo sozinho, se fazendo as perguntas difíceis. Também se trata de chegar à essência do que verdadeiramente importa. Não interessa quem mexeu no seu queijo _ se pergunte por que você estava procurando queijo. Para algumas pessoas isto significará apenas procurar os momentos bonitos e autênticos da vida e construir um plano em torno deles. Para outras, será como olhar para um abismo. Em casos extremos, introspecção em excesso pode fazer o cérebro inchar e atingir dimensões perigosas. Confie em mim: vale o risco. Se você fizer as perguntas importantes e ouvir atentamente o seu coração, cedo ou tarde ouvirá o destino lhe chamar. Uma pequena voz _chame-a de consciência, de “eu” interior ou de sogra introjetada_ sempre lhe dirá a verdade, se você estiver pronto para ouvi-la. A princípio, você apenas se dará conta de como a sua vida não sai do lugar. (Ei...bem-vindo ao clube!!) Depois descobrirá que sabe o que realmente quer, mas não sabe como conseguir. Logo, no entanto, baterá na sua testa. Como quando você está a meio caminho da praia e subitamente se lembra que deixou o ferro ligado. E quando você tiver certeza, ou apenas suspeitar, que sabe o que deveria estar fazendo com a sua vida, então faça!! Nem que seja um salto no escuro.

"O sentido da vida II."

 Do qual já aterrissará correndo, pois não tem um segundo a perder. Apesar dos nossos sentimentos de invencibilidade e imortalidade, nossa existência é muito mais frágil do que podemos imaginar. Ponha a mão no peito e sinta as batidas do seu coração. Esse é o relógio da sua vida tiquitaqueando a contagem regressiva do tempo que lhe resta. Um dia ele parará. Isso é cem por cento garantido e não há nada que você possa fazer a respeito. Portanto, não dá para perder um único precioso segundo. Vá atrás do seu sonho com energia e paixão, ou então recue e veja-o escorrer pelo ralo. Se você passar o tempo todo em cima do muro, acabará não indo a lugar algum no pouco tempo que lhe resta (Sem falar, claro, no perigo das farpas em lugares inconvenientes). Como dizem ;não se salta uma fenda em dois pulinhos ; É preciso coragem e dedicação para viver o seus sonhos.. (Claro, também é preciso lembrar onde acaba a coragem e começa a estupidez.) A verdade é que todos nascemos com potencial para a grandeza, abençoados com oportunidade para alcançar novas e estonteantes alturas. Mas, tristemente, muitos de nós são preguiçosos demais, preocupados demais com o que os outros possam pensar, com medo demais de mudanças, para abrir suas asas e usar todos os seus talentos. É importantíssimo fazer o que deixa feliz - e da melhor maneira possível. Não importa que seja fazer bolas de neve,  prender a respiração debaixo d'água, Cantar,  ou conseguir efeitos dramáticos com um secador de cabelos. Só o que interessa é que você se sinta bem com o que está fazendo. Tenha sempre em mente que, faça o que você fizer, os enganos são parte da vida, e não perca tempo se castigando por erros do passado.  Não fique ruminando se está ou não fazendo a coisa certa. Você sempre saberá a resposta no seu coração. Em vez de desanimar-se, lembre-se sempre de que rejeição e resistência são inevitáveis quando se faz algo muito importante ou especial. Quando você se propõe a realizar seus sonhos, muitos tentarão detê-lo (incluindo os que mais amam você).

"O sentido da vida III."

 O que não falta neste mundo são pessimistas lamentáveis, que desistem dos seus sonhos, para lhe dizer; Não perca seu tempo, você nunca conseguirá."  Você pode muito bem se ver cercado por pessoas que, secretamente, querem ver você fazer menos, ou fracassar por completo, para não se sentirem diminuídas. Esqueça isso dirão, não vale a pena. Por isso é importante compreender que seguir o seu próprio caminho pode ser incrivelmente recompensador, mas não é fácil, não. Como todo mundo, você terá alguns dias melhores do que outros.  De vez em quando, tudo parecerá uma grande zona de perigo.  As pessoas olharão para você com estranheza quando souberem o que você esta tentando atingir, e você começará a ouvir seus detratores e a ter dúvidas ;Porque não continuei vendendo bananas, meu Deus? Mas, aconteça o que acontecer, não desista! Lembre-se de que todos têm dificuldades. É incrivelmente cansativo passar dias fazendo coisas que não nos agradam ou sequer nos interessam. Mas, se você perseguir o seu sonho, pelo menos se cansará fazendo o que mais gosta. Você pode achar que nada disto significa muito no grande esquema global das coisas...Mas acredite: significa! Quando você tirar tudo que puder da sua vida, saboreando cada gota,  isto mudará tudo à sua volta, de ordinário para extraordinário. Quando estiver fazendo o que ama, você se levantará de manhã cheio de animação para enfrentar o começo de cada dia e estará tomado de uma alegria sincera, altamente contagiante. Do mesmo modo que, ao dar uma boa risada, faz outro começar a rir, e outro até que estão todos rindo tanto que começam a lacrimejar, ter dor de estômago e dificuldades em respirar. Mas, melhor do que tudo, fazendo coisas que enroscam os seus bigodes de prazer (presumindo-se, claro que você tenha bigodes), você inspira outros a irem atrás dos seus sonhos, e é assim, meu amigo, que se transforma o mundo! Sabe de uma coisa? Mesmo que você cometa enganos e esteja errado sobre quase tudo, ainda assim sua vida será uma aventura fantástica e divertida; você dormirá cada noite sabendo que fez o que podia e isso fez diferença, e acordará a cada dia antecipando o futuro tão belo e excitante quanto puder imaginar. E sabe de outra coisa? Se você ouvir seu coração e usar a cabeça, nunca estará errado. F i m

                     //Bradley Trevor Greive

15 de outubro de 2014

...Espectros de mim, fragmentos do meu eu"

"Vem descendo sobre os escombros, descendo
Casa velha, aveludade de terrores ocultos
São meus pensamentos, profundos?
Ou sonhos que distorcem a realidade ...
O cais lá longe se acende aos meus olhos
A que temo? A que tanto sinto perder?
Alumia as estrelas a minha solidão
E chega o vento que devasta os males
Transborda uma vontade de partir
Para onde se quer sei onde chegar
Uma chuva longínqua, derradeira lá longe
Que quase não percebo, mas esta lá!
Além de mim, que daqui de dentro, distorço
Me emerjo sobre a porta e encontro um sentido
Um novo sentido que me trás estas folhas que correm
Me apontam, me mostram, noite linda e sem fim
Onde não há sonhos no sono, e descanso em paz
Ao leo da porta que se quer fechar, mas tenho braços cansados
Que apontam ainda sim um horizonte perdido
Onde me encontro senão dentro de mim perdido, também?
Que algo muda sem que eu perceba,
E fazendo minuciosamente desta bagunça uma obra de arte
Me vou descalço sobre os cacos que junto a ponta dos dedos
E assim, reluzindo vou sobre a lua um cristal
Sou a chuva que cai do outro lado da terra
O sentido para que haja espelhos e espectros"

9 de outubro de 2014

            ...Sou tão  raso quanto os meus pensamentos,  
                    Tão profundo quanto minha alma,
        E menos vivo do que ontem,
           Só que mais auspicioso agora.
                 Quanto a sensibilidade, ah! 
          Que isso passe feito o vento, de eu ser."
       
"Teci um véu acinzentado sobre meus olhos,
Não me impede de enxergar a mancha da humanidade
Que de tempo em tempo, consome-se sem que vejam
Que além-do-além há um novo sentido para a vida

Teci um linho que me leva a lugar nenhum,
Um véu cinza que faz chover no meu jardim
Não é tristeza, é minha maneira de estar só
Sobre aquilo que não sei explicar."

8 de outubro de 2014

"Ainda bem que as águas são tão rasas
Quando o rio corre tão frio
                ...Então eu posso seguramente me sentir sozinho"
 
    //Poets of the fall
Um lugar alto, muito alto
Onde há uma pequena luz
Intocável devaneio que vejo
Não é profundo além daqui
Está lá do outro lado,
Eu quase posse te alcançar,
E eu vou, eu vou...
Subir estes montes, atravessar este rios
Uma nuvem profunda, muito profunda
Que esconde o segredo do céu
Ofusca a tempestade, mas trás a chuva
Lá no campo, serena, serena uma canção
Em que ela parte por cinco minutos
Quase não nota, mas está em tudo
Quanto se vê e deseja acontecer,
A flor que perfuma o sentido que trás vida,
Não é mesmo uma caixa, eu sei!
È vida, o que inspira, sem saber
Que tudo há em ti, sem precisar abrir
Os olhos equanto sonha desperta,
Ès um aeon estelar,
                       //Pandora, 
     Dormir, dormir e se quer sonhar,
Saber em que estação parar ...
Junto a uma canção de ninar,
Que dorme a criança,
Sem nunca se incomodar,
Não trazer as sensações de vida
Que nos ponha sobre os abismos
Em que nos vemos só e mudos
Pois vagam os pensamentos,
Tenta nos achar, só palpita o coração
Que parece querer parar, abandonar
Tudo quanto apenas parece ser
O que se realiza, enfim?
O que me torna eterno senão o presente?
Quem dera hoje e sempre
Fosse como antes, sendo eu criança
Desprovida dos malefícios e tragédias humanas mortais
Sei que não são meras coincidência,
Me aflige, sinto aquele palpitar descer
Devastando os sentidos, e torno-me imóvel
Um cômodo frio, um reino gélido
Que me toma por sentimentos surreais
Deslizo sobre os meados sonhos
Que me consomem, pouco á pouco
O vazio que trás o silêncio pacifíco
Parece querer me estacionar, me afasto
Dos abissais pensamentos, sei que não é hora
Sem fuga, sem perdão, sem vida, sem brilho...
São estes murais sobre os horizontes
Que escapam ao profundo dos meus olhos ...

30 de setembro de 2014

   "Tempo de Deus ... Tempo de Deus,
             Não temas ao tempo,
                     Não temas aos homens,
     Porque o tempo, é de Deus.
              E todo tempo, é por ele dirigido.
       Não temas o tempo, temas não ter tempo
             Para Deus, pois dele é o Tempo."
                   

28 de setembro de 2014

           ...  [Porque ela se faz titânica em minhas inspirações. E torna-se o meu maior devaneio quando sonho com os olhos abertos] ...

23 de setembro de 2014

"Ora bela, tão passageira!
Mas devasta meus sentidos.
Oh, quão bela, está linda
Sentinela, que se faz minha,
        
 //Primavera.

    Porque trás novos perfumes,
    Leva pra longe, o frio!!! Sopra,
    Trás minhas folhas, e reveste
    Os meus, os teus sonhos.

15 de setembro de 2014

       "Quão brilha está luz, emana toda força que possui. Até os olhos não precisam buscar ao vento, pois sua passagem é sentido que desperta a profundidade de existir apenas por um tempo acima das coisas terrenas. E sem o desejo que branda os pecados, os passos percorrem um rumo bem escrito, por mãos que cobrem a terra e que faz chover sobre os campos mais distantes. È porque sinto que tenho a chave de um portão Celestial chamado, espírito."

11 de setembro de 2014

"Contemplo meus sonhos mais distantes. E assim caminho diante de um mundo chamado, alma. Realizo os impossíveis, pois creio em mim, antes de qualquer homem na terra... Movimente-se, e o tempo pára, para que possa realizar, sem que tenham que te explicar."

10 de setembro de 2014

      É que aqui o tempo quase parece não passar. E a pressa passa longe de existir.
                         

4 de setembro de 2014

"Primeiro um sonho
Então vem a vida

E esse é o caminho que vai com nossos pensamentos."
           //Samael,

3 de setembro de 2014

              [...]    Porque eu vou além do olhar do homem. Pois elevo meus olhos além das estrelas, e penso; De onde vim e para onde vou?  Quem faliu meus projetos senão viver convencido de que eu deveria viver para agradar os homens? Foi quando alguém investiu em meus projetos falidos, os fazendo reviverem ainda sobre um mundo perdido. Pois me encontrei num lugar divino chamado, Espírito  Santo [...]  

1 de setembro de 2014

              ...Boa noite, vizinho!   [Ouvi]   , assim senti!

                     Quão adorável é dar ouvido as crianças.  
   Te desejam naturalmente, sem nenhuma má intenção.
   |E assim enche-nos sem perceber, que alegria surge por através de um gesto.
   Quão adorável é ter ouvidos e olhos inocentes de todo o pecado do mundo.
    "Em minhas lembranças, tudo o que se foi.
            Em mim, nada mais resta, pois vivo."

24 de agosto de 2014

" Poema do seu impar,

Porque gritar com os pensamentos?
Se assim tudo se esvai, como este dia
Porque eu não me importo com isso
Com isso que o dia trás, alheio

Um fantasma sobre o vento,
Que logo passa e deixa um rastro
Silencioso sobre o vão desta janela
Ainda fechada, pronta a se abrir

E isso tem de vir como antes partiu,
mas você! Você não, você se partiu
Sobre mil pedaços, fragmentos
Que se quer desejam mais meus sentidos

Me desprendo, me desfaço, apenas um dia
Que se vai passando vagamente,
me trás um novo sentido, um amor
Um sorriso, um segundo que tudo transforma

Na te impede de ser, nada te impede de ir
Não é que fugir seja meu plano!
Mas abandonar uma pequena bagagem
Que quis sem antes saber que me faria isso

Náusea, mas ainda navego, agora sem ti
Em meus pensamentos, que se fazem levez
Sem teus gritos e tua rispedez, antes nudez
De uma consicência que não quer ir além

Destes muros que vemos sobre estes escombros
Quem dera eu pudesse mudar o que vai acontecer!
Eu antes regaria teus campos, veria tuas novas flores
Nascerem ainda que tarde da noite...

A tarde logo chega aqui, e faz sol lá fora
Eu estendo os braços e apenas deixo a canção
entoar aquilo que chama-se, vazão de chegada
De um tempo que viverei só, sem teus impares."
            "Eu morreria por você, e você! Morreria comigo?"

23 de agosto de 2014

Leve-me para o deserto e deixe-me.
Eu cavarei meu própio caminho para casa."
            //Haste the Day
"Eu sou um pintor fazendo desta bagunça uma obra prima.
         //Ainda te edificarei."
 August Burn Red,

21 de agosto de 2014

"È que percebi que também duas cores, podem ser uma só!
E que ainda que chova tanto, há sol de um outro lado.
Nada está perdido quando se esquece o que se foi.
Pois o que faz viver, é o pensamento que trás um novo sentimento.
Eu te trago estes ventos, e carrego também seu peso
Pois penso em você, como quem quer esquecer, mas não pode
E assim eu caminho sobre os trilhos que vagam no olhar alheio
De um vasto horizonte, para em um instante te encontrar."
                     ... 

18 de agosto de 2014

Caminhando no sentido do horizonte, onde sigo uma estrada!
Que trespassa as linhas que as que penso serem, mas não,
Nada é assim, pois o vento passa.
Escolhi este caminho. Estas estradas são minhas
Não escolhi as trilhas, desfiz-me dos atalhos, e sigo
Como quem sabe que um dia vai chegar
Se ao destino certo, se quer sei!
Assim aprendi, que nem tudo brilha
Quanto o sol, pois há dias nublados
Assim, sempre chega o verão, o inverno
È lindo ir além-do-que-se-tem, sem roubar, tomar
Eis que surge assim em mim, um novo pensamento
Não foram as minha lágrimas, grandes rios
Mas se formaram em grandes histórias, que sempre as vivi
Que não voltam, que em tudo me ensinaram
Que toda terra necessita de água, para dar seus frutos
Se fui um sonho, hoje realizei
Aquilo que chama-se milagre eterno, impossível realizado
Não pelo sangue de quem partiu,
Mas de quem permaneceu assim, desejando o horizonte
Como um tesouro perdido que se desvenda aos olhos...
    Em mim, há um lugar secreto, chamado ALMA.

Daniel 2:21,22

21 Ele muda as épocas e as estações;
destrona reis e os estabelece.
Dá sabedoria aos sábios
e conhecimento aos que
sabem discernir.

22 Revela coisas profundas e ocultas;
conhece o que jaz nas trevas,
e a luz habita com ele."

16 de agosto de 2014

    F ormar e ser assim, um só
    I ntegro como o sol se dá a lua
    D e dentro para fora, como sempre
    E assim crer e realizar, existir
    L embrar, recordar o que viver
    I nventar, esquecer, abandonar
    D eixar o tempo se aproximar
    A ntes que chegue a noite, viva o dia
    D eixar, deixar, o passado pra lá
    E então mover os pensamentos e realizar.

                 "A vontade de Deus, por grande Fidelidade.
                 Pois somos instrumentos de um Grande autor,
                 Somos a canção de uma Grande maestro,
                 Somos uma luz que emana a essência do espírito."

12 de agosto de 2014

   ...O sol é a alquimia que esperamos sempre aquecer corpos e campos. E penso assim, que a chuva seja a magia que todas as flores necessitam como as árvores também almejam por suas folhas."

...

                              ¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯
     Por um longo tempo, o amor teria sido uma simples e mera ilusão. Era como uma promessa por palavras e sonhos, obscurecidas pelas verdades, de uma razão e de longas confusões. Era nossa invasão, e a intrusão de quem nunca pensamos que poderia parecer.
     Havia sempre perguntas que nunca foram feitas, e respostas que estavam em nossa mente, prontas para nos derrubar... Este será um dos meus segredos não falado.
ㅤㅤㅤ ─ Era o vislumbre de rostos simples, que não se escondiam atrás de mascarás, mas podiam tocar a silhueta do céu azul e estrelado.

O sabor do desejo queimava aos lábios. Como a verdade que se tornava anciã por ser verdadeira, era mais gentil do que um fantasma que apenas lhe dava uma sensação em cor não visível. Enquanto ele não se via, o desejo estava dentro dela, sua essência a arrepiava e em sua vida a melodia que embalava seus passos.
ㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤ'Ela dançava em passos perfeitos, como um balé estelar.

                               ¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯
     Era um desejo estourado por ela, como um cordão que vivia amarrado em seus finos dedos, além dos delicados pés. As estrelas se tornavam pérolas, entre suas coxas suas mãos que a guiava num firmamento de passos alinhados as constelações. Era guiada para terras desconhecidas, onde havia tesouros sobre as areias, e prazeres que os homens nunca descobririam, pois dedicavam sua vida, a ilusão que era a ciência.
ㅤㅤㅤ ─ Como uma condição severa, o mundo sempre foi imperdoável. E ela sempre encontrar um lugar onde se achar, havia luzes e imaginação, sentimento e verdades.

E ela deitava-se quieta, sua respiração era baixa além de fresca. Suas manhãs lhe ofereciam uma bênção silenciosa, e ela sabia que nunca estava a sós. Suas promessas nunca eram quebradas, suas respostas estavam numa taça de água com perguntas que nunca eram feitas.
ㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤ'Nunca deixe que diga que apenas os opostos se atraem!
ㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤEla tinha o dom de sempre dançar a vida, ela poderia dançar para você.
ㅤㅤㅤㅤㅤEla sempre soube dizer adeus as indecisões, e na interpretação tornava sua visão alucinante.
ㅤㅤㅤㅤㅤㅤE na distância, ela desaparecia para adormecer e sonhar novamente.
    ...Você sabe que assim, 
precisa segurar em minhas mãos."
... Pois tem sol, lá fora!
 E só venta d'outro lado,
Qui é qui tem?
Tem quê chove n'outro mapa!

11 de agosto de 2014

...|È como o orvalho de inverno.
 Escorre sobre as folhas,
 Cai sobre o campo, e rega
 Novas flores, novos perfumes.
           //Ah, esse perfume.

7 de agosto de 2014

             ...Plantei uma pequena semente,
                Demorará a florescer,
                Mas florescerá, no tempo em quê...
                No tempo em que nem no inverno
                Poderá congelar sua pétala."
           
"Nós também podemos trazer as coisas de volta  se acreditarmos e sonharmos. Dizem que somos o sonho da raça idiota... E talvez seja verdade! Mas se o bastante de nós sonharmos, se apenas mil de nós sonharmos, poderemos mudar o mundo.
          ... E então, podemos sonhá-lo de novo."
"Aprenda; Se não levantar os olhos, sempre pensará que é o ponto mais elevado. Uso minhas ideias para racionalizar meu mal, e falo meramente para ocultar minhas ideias."
 "Que sirvam de lição estas coisas, que nos sirvam também de aprendizado. Para que nada além se parta em meio ao vento corriqueiro. E que tudo que viemos a passar nos seja motivo de uma glória, apenas buscada com o coração. E que a paixão do pensamento ímpio, seja enfim algo deixado para o tempo que não temos ou existe. Assim saberemos que a lança feita sobre sombra ao rosto do homem é apenas  um mero detalhe que não expõe o seu bom coração."
    "Eu havia pensado em apenas ficar lá. Virar as cartas e me embriagar em meio a conversas alheias sobre uma vida já passada. Escolher as peças que se encaixavam num jogo chamado dominó. Mas não seria bem assim, fartar-me com o tempo que passaria ligeiro...   "Não, não seria assim."

6 de agosto de 2014

    ...È que as vezes sem querer a vida torna-se um mero veneno." 
            O único sorriso quem me deu nos últimos dias, foi Anna Clara.  Eu realmente creio que somente as crianças possuem inocência e sinceridade, pois mesmo sem saber, nos invade e faz com que a gente venha a se deitar sobre a relva verde, em um campo distante dos homens, dos malefícios. E um segundo muda, tudo muda!!!

4 de agosto de 2014

2 de agosto de 2014

         ... Ora,ora ... Senhora psicóloga!  Estranho, não?  Ter que aquietar-se mediante aos teus fatos contrários. Ahn? Estranha sensação, não é mesmo?  Eu sempre esperei pelos tempos de trovões!   A tempestade, o vento. O que haveria de ser um inverno sem antes termos tido um outono?
      _________________________
                ____________________________  

31 de julho de 2014

 "È porque crer, é diferente de simplesmente ver. Pois sentir serve tão somente para aqueles que buscam."

29 de julho de 2014

Uma lua sobre o cais,
Que cai sobre noite profunda
Revira os sonhos,
Os torna pesadelos

Um minuto mais,
Para dar-te em carícias
Sobre tua luz
Que acalma-me,

Vaga em passos, lentos
Rompendo o vento,
Carrega o ar
Trás a vida o sonho

Perde-se na trilha,
Onde montes se elevam
Entre ruínas que se desfazem
Desvendam as sensações

Ultrapassa a luna
E aproxima-se,
Do inenarrável, intocável
Mística montanha

Que me desvenda
Pois sobre as folhas
Há magia profunda, os olhos
E cresce a lua que míngua

Crescem os cravos,
Perfumam os ares
Atravessam as sombras,
Luci di Luna

Riacho fundo, de mistério
Que reside o presente
Em que se faz instante,
E ela caminha, assim, feito estrelas."
        "È porque entre mim e o mundo. Eu caminho só."

27 de julho de 2014

Pois teus olhos movem os montes,
Ar de cravos brancos, flores silvestres
Despontam a vida alheia, libertinas gotas
E nasce mais um dia insuficiente para os males
 ____________________________________ 

Pois nada cabe aqui, senão sorrir
Tudo se esvais se não possui a vida
Encanta teu nascer, pois se quer há sol
E sabe que ainda sim, se faz dia, pois despertas....
                        
Descida vaga sobre o tempo,
Que paira os olhos sobre o infinito
Em que alcança só de ver, sentes
Fina massa cobre as nuvens, e atravessa o olhar.

Degraus que aperfeçoam os passos
Desprende-se das sombras, carrega á luz
Nada se perde assim, pois há os pensares
Que detrata o instante, trás um novo sentir.
              
 Pois tudo acontece, ainda sem o tempo, ainda sim
Querendo ou não, desce a chuva dança os passsos,
Reflete-nos aos espelhos d'águas, possas assumidas
De nós mesmos quando não queremos ser, e somos, ainda
                   
 E agora a tempestade cai, move o epicentro
Alvorece um esplendor, alumia os campos
Renasce a esperança sobre excelso de cores
Adormece o tempo, e nasce um novo sentido, o sol.

24 de julho de 2014

                             ...John Wayne,      a tempestade!
          Tente mudar, tente alcançar.
                Que a conquista virá,
         Em sua plenitude.          
                                     Aos que trazem a esperança,
           as cores, são a gratidão.
                                     

21 de julho de 2014

   "Ah!  Estes sonhos, belos sonhos. Tão profundos que se contado a um sábio entendido, ele se quer entenderia. Oh! Estas noites, nem mesmo o melhor e mais forte calmante poderia dar-me a sonhar estes sonhos. È uma marcha do tempo consagrar-se, ainda que sobre estes planos em ruínas; tenho meditado sobre as coisas abaixo do sol, e tudo não passa de ilusões. Incrível marcha do tempo, pois até os renomados médicos as vezes se têm por grandes dúvidas, e abandonam o fardo de curar. À espera de um milagre? Renuncia de um dom estudado? Não poderia eu mudar as coisas que por si só mudam naturalmente, são eventos enigmáticos, providos de autoridade maior que o sol que queima o sertão. E a lua que emana luz sobre os montes. Eu poderia dizer que não se pode querer tudo quanto se está nos pensamentos, pois nada disso caberia em um coração que busca por sabedoria, realmente!
   Refletindo sobre o amor percebi que são tantas estradas, porém um só caminho a quê escolher. Não que isso crie dúvidas, pois pensando bem, faz sentido, quer ver;  aprendi que olhando para as coisas abaixo do sol, me desentendo, e por vezes me vi a caminhar sobre trilhas sem saídas, onde se quer poderia eu encontrar aquilo que verdadeiramente busco encontrar. Desperta-me a curiosidade os livros, eleva-me os pensamentos as telas que amanhecem sobre um dia de sol. Que se faz logo em tardes frias. Entender, é como quem compreende e se quer sabe que ainda mais o que descobrir, por isso as vezes é melhor sentir e viver. Pois quem duvida, se quer entende. E quem não entende, só compreende por falar. Quando abrimos excessão sobre as coisas que vemos e por um momento queremos, damos espaço para algo maior, algo que pode somente a nós pertencer! Ser alguém cujo agrada a Deus; em tudo passamos e nada nos toca. Somente permite o vento vir, aquilo que nosso é. E sobre o que deixamos, um perfume que emana esperança, pois somos espelhos de uma autoria de salvação. E nada podemos com os próprios pensares, mas tudo conseguimos quando a história está escrita por Deus."

17 de julho de 2014

         "È que aquela noite, parecia mais um sonho. E tudo o que se passava ao vento, era feito como nuvens que traziam aquela lua. Que antes de surgir, nascia em teus olhos."
                  //Fragmentos.

15 de julho de 2014

 "È que somos sem perceber arquitetos de um mundo. Notamos ao olharmo-nos no espelho que somos também autores de toda eventualidade que nos ocorre. De temporada em temporada, que tudo passa assim como o vento, que é soprado novamente. Sem perceber coisas passam, se vão e nós permanecemos a deriva, sem saber onde ir a quem encontrar. Nada que parte, trás novamente o que se foi. È sempre assim, nunca se percebe profundamente, que nada se reconstrói, mas constrói, edifica. Pois nem todos os cortes e riscos são definitivamente os mesmos, por isso jamais serão iguais. Medidas e cores, definem o que vemos, assim dá-se nome ás todas as coisas.        
         ____________________________________              
                           "Se aqueles trilhos fossem realmente iguais aos outros trilhos do outro lado da linha, os vagões seguiriam os mesmos rumos e as mesmas estações."
        _____________________________________
    Nunca se sabe verdadeiramente o sentido pelo qual tudo parece voltar, ser igual. Pois é necessário arquitetar os pensamentos e ir além de onde já estivemos, caminhar diante daquilo que chama-se descoberta. Pois sobre idas e vindas nada será eternamente igual. E além do amor, há razão para que se possa viver ao lado de uma pessoa que desejamos e queremos bem. "Assim é o tempo, assim é a hora que se transformada, nos leva para onde sempre queremos chegar. E para tudo isso, existe um firmamento chamado, Fè!

13 de julho de 2014

          "E não há nenhuma muralha que não se possa atravessar com grande Espiritualidade."
                             ...  [ Fragmentos ]   

9 de julho de 2014

         "È que há algo além daquele topo na alta colina. Gélido tempo, solstício noturno. E além-do-além, as entranhas daquela trilha escura, a espreita do tempo que vaga o ar sorrateiro. Trás consigo o chuvisco que se orvalha pelas plantas mórbidas deste vasto campo perdido,

             Caminho derradeiro
             Sombras que devastam
             Uma canção antiga
             Nada e tudo que se desfazem....

Lua materna, estrelas sem fim
Brilho luminescente, oceano profundo
Oh, noite profunda em mistérios!
Eternidade divina que alcanço

Em notar teus traços em perfeições
Correndo pelo tempo sobre minhas mãos
Que buscam sempre entoar as notas
Para abrirem ás portas bronzeadas

Pois a torre mais alta brilha profanando
Aquilo que os olhos desejam,
mas correm os pensares intocáveis
Uiva o vento, nascem as flores

Planta-se o sonho e colhe a realidade
Aproxima-se assim os passos
Devasta os males e desfazem-se ás sombras
Dança a Princesa em seu sonho sem sono

Baila as estrelas, e são teus olhos
A brilharem sobre penumbra da noite,
Desfazendo pesadelos, tornando canções
Jamais cantadas em vastas sensações.
                            A//Nathallia,

7 de julho de 2014

            "Dê tempo ao tempo, pois o tempo é feito o vento. Que passa ligeiro e dá volta sobre as curvas de uma estrada que sempre esta lá. E volta! E de tempo em tempo, o tempo por si só nos dá tempo."

2 de julho de 2014

   "Quê tanto me reflete estas nuvens?  Podes ver?  Estranho, eu também não vejo, tenho sentido.
      ...São como alguns olhares que conheço, e dizem que aviões ainda são pequenos perto daquilo que Deus criou, fez e faz!   ... Estranho, não? Ser apegado a coisas que não se deve tanto se apegar.   Tenho aprendido algumas coisas abaixo do sol.  Tenho visto que além do transpassar das horas, necessitamos de um milagre sobre os momentos sombrios que os homens inventam em seus feriados nunca antes vistos e vividos."

27 de junho de 2014

"O impossível é somente aquilo que você por si só, se impossibilita de realizar."

... Sentimento, assim, sem fim.

"Que tive um sonho,
Vaguei além do tempo
Corri sobre teus campos
De flores, te colhi em sentimento

Não noite sem fim
Mas como um anjo que trás
Clareza aos olhos
Pois te enxergo além de menina

Ès como  como um divino mar
Onde se escondem meus mistérios
E flutuam minhas estrelas
Ès uma constelação, onde nada vaga alheio

Pois também és meu meu vento
De um Norte sem fim
Que se faz em todas as estações
De um tempo, em que se quer o tempo passa

Pois tudo aqui, paira
Porque te ver além do olhar,
È buscar-te, sentir-te sem tanto te tocar
Pois és folha de minhas telas
         //Imaginadas, em que um tempo distante pintei e aqui mesmo sem te ter, realizei.
          ...

24 de junho de 2014

"Tristes olhos são aqueles que se perdem ou desviam do bom caminho.
Pois feliz é aquele que se encontra só e em paz, longe daquilo que sempre esteve perdido."
         "...Assim como nada é impossível ao que crê. Nada como tudo ainda nunca será o suficiente para se viver feliz eternamente."
                                           ________________________________

                È que meu coração não se divide por pessoas em suas formas, se uma melhor do que a outra se quer nisso reparo. È que sinto que há espiritualidade além de meus desejos, que seguem além de um simples olhar direcionado. Pois assim, como desvio de curvas alamaçadas eu me deixo a ser guiado por uma luz que vai além do brilho do sol que está além de meu alcance. Não posso tocar com as mãos, mas posso me aproximar com o olhar, o mesmo olhar que quando vê a criança brincar, faz transbordar em mim um rio de lágrimas, que desce além de um rio para se transformar num infinito Oceano. Foram aquelas folhas verdes que me trouxeram sentido, pois as que caíram já velhas, deram vida as novas intenções que nos trás a vida, além desta transformação da vida, além-do-tempo que me tenho, meu pensar se acalma e eu vou além do fogo que queima nom fim de uma tarde ensolarada. È que sou um templo, uma temporada, não a tempestade... Sou a comporta que se abre para dar vazão ao brilho que me faz enxergar que no silêncio e no riso fraterno da alma há sabedoria. Não pelo desespero clamar, mas pela solução reinventar. Não como a criança que grita por não ser compreendida, mas sim, como a criança que sorri por ver que há flores de todas as cores. Não apenas rosas que são rosas, mas que também são azuis e laranjas. Foi assim, plantando risos e acreditando na liberdade que alcancei a realidade que buscava e encontrou meus olhos. Foi ali, onde parecia tudo esquecido e perdido que me levantei, e somente elevando os olhos além das nuvéns que eu pude fluturar para além das malícias do mundo, para realizar em mim o Impossível de sentir minha Alma."

18 de junho de 2014

   "Eis que há um novo tempo. Uma nova hora, um momento ... Nada assim se passa tão alheio a quem sente o vento. Note que há brilho nas estrelas, e há mistérios além das superfícies visíveis."

13 de junho de 2014

            ...È que eu estou dirigindo este sentimento. Ele vem de dentro, para fora nada preciso expressar. Pois meus gestos são a direção do seu encontro. E eu sem saber onde estais, vou dirigindo este sentimento, assim, como quem quer encontrar a quem chamar de amor."
                    //Fragmentos.
            ...È que tudo brilha no alto dos pensamentos. E aquilo que elevamos ao olhar, se desprendem das mãos. Vem e vão ao vento, e se acendem como farol de um cais abandonado. Onde os segredos se desvendam meramente ao desejo do estar solitário, sobre uma felicidade solstícia,  que não parte como navios derradeiros que embarcam sem rumo ao mar profundo. Navegam perdidos sobre sonhos ao naufragados, irrealizáveis instante que se quer deveriam ter estado na mente que magnificam os olhos que buscam sabedoria. Em ter o que ver, e o que ver realizar por estar guardado. Caminham as nuvens sobre as estrelas e o silêncio que paira a beira deste lago, trás o reflexo de quem é o autor de uma vida. São trilhos infinitos, vestido por folhas de um tempo, em que o próprio tempo não apaga.
                     "Não é medo ás sombras é o pensamento que teme o que ver sem existir." 
È preciso se perder para encontrar aquilo que não se pode achar... Pois sobre este campo vasto, está tudo aquilo que além do tempo perdeu-se. Nada ressucita, nada volta, só que tudo acontece.

10 de junho de 2014

E o brilho da lua vem surgindo, melindra
A superfície d'água cristalina, lazúlis
Que pernoite, esconde estes mistérios
Noturnos nunca consagrados por mãos mortais

Nada mais belo que este céu
Nada mais vasto do que este horizonte
Que me tem por olhos estrelados
Que se enchem de 'Esperança' sobre o sonho

Não há monstros nas sombras,
Há pensamentos sobre qualquer fábula
Que nasce e morre sobre o que se inventa
Cresce um vento, e vem do Norte

O farol transcende as ondas do mar
E vem trazendo toda embarcação
Enquanto paira sobre as figueiras do campo
Despertam os jasmins e perfumam a vida

Cores que brilham dentro de si
Dando vazão ao tempo que muda
Pois nada além-do-além pode vir
Sem que nos de sentido ao que viver,
                    ...
 "È que os olhos são a chave para todas as portas dos impossíveis.;Não é que não se possa realizar aquilo que está longe. Mas é necessário uma aproximação daquilo que se imagina para tocar. E se os olhos sentem falta daquilo que imaginas, de certo sua realidade não cumprime suas vontades e sonhos mais profundos."
Há dois lobos lutando no coração do homem. 
Um é o espírito e o outro é a carne;
Quem vence?
  //Aquele que é mais alimentado!

7 de junho de 2014

"È que todas as estrelas,
São suspensas pelo ar
Assim se faz dia,
E também há noites

Por isso aqui o vento sopra
E muda o cantar dos pássaros
È que pela noite, há frio no deserto
Que procuras aqui?

Já que pela noite
Somente a voz que se lança ao luar
Pode encontrar terna segurança
Em crer naquilo que é invisível."

 "Pois há luz em teu olhar, transcende as velas que iluminam a casa. E dança feito um encanto a luz da lua do lado de fora. Desvenda os montes e mexe as estruturas dos elementos, tem o vestido rodado, lilás, e baila assim, feito o vento a estrelas minguantes."

6 de junho de 2014

 "È que teu olhar faz-me se perder em grandes devaneios. Onde navego teu corpo em mar, mesmo sem te tocar. Porque te vejo, e te tenho, assim do meu jeito. Disperso do mundo e de tudo, sou teu sem saber se és minha. Encanta-me teus sonhos, teus desejos, e assim me perco nos devaneios sem querer voltar para onde me levas. Porque diante de todas estas estradas, não há nada além de você que eu queira ver e buscar. Pois tu és o caminho e o mapa que quero me perder e me encontrar ao caminhar."

5 de junho de 2014

"Vem soprando o vento, e ouve-se o lamento de um tempo. Que outrora era regado de flores no jardim, chegou o inverno para levar o perfume que pelo ar, trazia aqui os pássaros. Que agora se movem para outro Norte sem fim, onde há luz, e tudo floresce no silêncio da madrugada. Vem se aproximando de longe um barco, sem marujos ou marinheiros, vazia feito a solidão que bate á porta.  Não é que os olhos sejam vazios e tristes, é que o tempo trás consigo as mudanças. E ainda que por dentro a ilusão do que há por fora, ali se guarda junto a uma canção que ninam os cômodos frios e solitários daquela casa. Por todos os nós antes feitos, que agora desfeito, trás um novo tempo a vida, que há de brilhar outrora. Bailando ali sozinha sobre chão laminado e quente, sobre passos deslexos, os pensamentos moldam a vida, o sentido e trás uma outra realidade. Como quem encontra paz ao sentir o espírito que busca redenção, pois sobre o mundo lá fora, só uma ilusão de que há alegrias perdidas sobre as esquinas multiladas por mortandades. Pois as esquisitices que encantam, são as mesmas que matam. Estranha assim, os males que se aproximam, mas são dissipados ao vento de fogo que somente quem tem olhos distintos da carne para ver e sentir. Sobre janelas luzes que brilham dissipando os males, carregando meros pensamentos perdidos. E sabe que algumas coisas abaixo do sol, jamais poderão serem desvendades. Como se na sociedade, de nada valesse a alma.  Pois na concepção do tempo, és apenas um grão de areia, e em tudo passas como o vento, e somente permaneça aquilo que tanto necesitas, o sentido que floresce a alma para um corpo que baila o sonho sobre profundo silêncio materno. Onde ela dorme, não há sombras que a toque."
Tão pequenina princesa vista daqui do alto desta montanha
Quê tanto lhes cobrem com prata e ouro o brilho da luna?
Se o tédio lhes acaba por dentro a alegria, finges ser
Só que é ali, onde se esconde as sombras ...

"Possui todos os cantos, mas não canta
Tens no olhar todo o encanto, mas não encanta
Ès excelência nos sonhos profundos,
onde navega sozinha aos confins da terra"

Sabe que ser o sol, também é ser lua
Pequenina princesa que vista aqui de cima
Brilha feito uma estrela aeon ao infinito
Que caminhos trilham seus passos pernoite?

 Torre alta de um castelo distante, onde ela vaga
Somente com olhar, pois distante do cais
Outrora movendo mundos de mistérios
Ès o mar em profundo encanto, acalento seu canto

Onde adormecem as rosas,
E desperta os lírios, e assim ela vai
Como quem conhece que é preciso partir
Para longe daquilo que tudo querem, e abandona o tédio."

3 de junho de 2014

 ... È que toca o sino na aldeia,
E desperta os pássaros noturnos,
Tens assim o inifinito brilho da lua
Que minguam os seres que despertam

Sobre ás copas de folhas solstícias
De um outono que feito fábula
Que danças no fogo? Que trazes o vento?
Sopra forte sobre meado os pensamentos

Vagando sobre linhas abandonadas
Em trilhos frios sobre escombros
Que tanges tanto este horizonte de estrelas?
Que escapa assim, por minhas mãos

Que possui este ser intocável. Oh lua!
Aproxime-se assim de tão longe para perto
Sobre olhos vitrais de um lindo inverno em ela ser
Querendo virar assim todas as longas primaveras

Tão serena, que devasta a tempestade que se aproxima
'Ela' carrega o silêncio que tudo move,
Tens a chave que abre todos os impossíveis
Como ela, assim a mudança de todas as estações.

2 de junho de 2014

               "È que vivo pela fé. Não pelo que eu vejo. Porque pela fé eu sinto. E o que vejo nem sempre é o que me dizem."
                ___________________________________________
   "È porque cada gota que cai sobre este orvalho, tem um gosto. Uma cor, que diferencia, tudo quanto ser uma gota difrente de outras entre tantas. Porque cada vento, sopra um sentido diferente. Pois há Oeste além do norte. E assim, a chuva que cai, se diferencia de uma alta tempestade que ainda não chegou. Por isso ser o agora é esquecer o ontem. Esquecer o que se foi, é como ser o futuro que se espera.
           ...È que nem toda neblina cobre o olhar infinitamente, e nem toda flor que morre. Morre eternamente,
   ...Nem tudo que parte, parte eternamente. Pois há espaço para o que é novo, sem mistérios...
         ...È que assim, toda canção trás sentidos e emoções. E sempre diferente d'outras canções...
  ..Como ventos carregam folhas. Elevamos o momento para onde bem queremos...
                 ... Imaginar, como quem pensa profundamente, e trás tudo a realidade...
      
  Sonho que finda mero espaço,
  Vagueia sobre montes longínquos.
  Onde trevas se escondem da luz
  Luz de uma lua minguante
  Como milagre eterno da vida
  E jorra água sobre cristais  Rutílios
  Que eternizam estradas distantes
  Onde só alcançamos no inimaginável
            ...Sopram os ventos as trevas.
     ...E trás o tempo, a redenção.

31 de maio de 2014

...

Como rosas que florescem ao cair da noite
Dando claridade a passagem das horas
Trazendo o amanhecer sobre um vasto dia
Que descobre os mais profundos segredos

De um meado de sol que derrama luz as trevas
Divagando sobre os montes-além ...
Trazendo consigo o anseio de um novo viver
Despertando o ser que se desprende dos sonhos

                . ..E realiza

Com maestria os dedos que dedilham canções
Onde se findam as maneiras e formas de existir
Saltando estrelas em passos dirigidos ao querer
Onde a 'confiança' engana os medos e temores

Vem feito uma onda pesada do oceano,
Perfume carmesim de uma noite sem fim,
Para onde os confins da terra se desprendem
E deixa escapar os sonhos a que se realizar

                  ...Porque acreditas!
           A//Naiara Rocha.
"Sou tão simples como uma folha que se dispersa de um galho alto... Pois toda folha que nasce morre para dar lugar a outra. E assim somos como os dias que se forão, dando espaço para novos dias e horizontes."

30 de maio de 2014

"A quem sabe admirar, a quem sabe contemplar. Te faria assim, um Norte sem fim."   
            Paula D//.
"Não há nada que você possa fazer, que eu não possa desfazer com uma batida do coração."
 "Não escrevo sensualidades, nem perversidades para quê isso não lese e nem prejudique quem as lê; Gosto das coisas pavorosas, que me fazem enxergar impossíveis , os mistérios pelo que se é incrível. Pouco me interessa as emoções. As experiências das paixões, os impossíveis por natureza realizavam-se; Eu anseio pelo provável acontecimento; A mentira artística como uma mistificação. Não posso prostituir meu talento de ser distinguível, não defendo coisas falsas, como sentimentos inventados. Estas sombras que pressagio são como cortinas que impedem o conhecimento das loucuras que se tornam capazes de um amor cego. Por isso não tenho uma amante ou uma mulher. Me atraí a síntese da psicologia, compreendo assim a minha personalidade. Pensar profundamente é uma maldição. Mas sentir é eternamente buscar. Gosto de arrepiar-me de medo, dos aspectos significativos do meu ser inconfundível. Sou o significado oculto das palavras."

28 de maio de 2014

"Tentador o que vemos, 
mas não nos aproximamos,
sabendo que podemos sim, nos perder.  
E se encontrar é o melhor destino 
com aquilo que queremos, mas não temos."
"Ele diz coisas a ela. Ela não diz nada senão viver e dedilhar os dedos uma canção em seu violino de cordas peroladas. E ela sem perceber, se encontra na front de um sentimento devastador, que ao invés de perder-se em labirintos, encontra-se pelas estradas, em que havia deixado pedaços. Fragmentos que voltaram a brilhar, como corais Índicos, como flores raras, que somente perfumam as noites de jasmins. Um infinito enluarado que o trás de volta, para os braços dela, que o aquece só de aproximar-se. Pois ele é o Norte onde ela sempre se encontra por ser o mais alto e alumiado farol de seu mundo."
"È que estas águas pesadas passarão feito o vento de outono. Que carrega o frio e dissipa os pesadelos como uma breve passagem, pois nada fica senão a impressão do que apenas se partiu. Como um sonho de espelho em que nunca encontramos portas ou janelas, apenas os autores da vida."

22 de maio de 2014

"A transformação interior é muito mais valiosa do que qualquer efeito exterior."

21 de maio de 2014

"Antes que possas falar de alguém, é preciso olhar para si. E para que possas e consigas olhar para si, não poderás olhar para ninguém."

20 de maio de 2014

"È porque uma ideia não é como um simples desejo, mas algo que se forma. Se desprende dos pedaços e assim cresce , se transforma. De dentro para fora, não de fora para o alheio."
"Assim como pensou o homem no número zero. Pensou antes Deus na alma, para que assim não fosse ele vazio por dentro e pudesse ter o que ver e haver por fora. Pensando bem, faz sentido.!"

13 de maio de 2014

.Lenore [...]

È que para sempre eu vou te amar. Sem saber quando isso começou, eis-me aqui, diante deste abismo, sem saber se posso pular. È que o vento me disse que o amor parte de um lugar de onde nunca esperamos, se quer vemos, mas sentimos.  Porquê eis-me aqui diante de olhos que eu nunca tive sobre o meu olhar? O teu sorriso formou meu oceano de estrelas que dançam e um infinito firmamento. Canto pra ti, mesmo com os lábios entreabertos que tremeluzem sobre a luz daquelas pequenas e distantes casa, onde eu alcanço teu brilho. De olhos fechados te busco, aqui a meio fio do ponto mais alto do meu sentido inocente que busco em ti o amor. Amor que nunca vive, mas sempre sonhei em ter... Que não fosse aquele para sempre pra me libertar da ilusão que me trouxe antiga paixão. Te sonhava sem querer, onde te busco sem saber onde te encontrar. È que também o tempo me disse; Que não amaria eu o pensamento que me traria alguém sem existir, por isso eu subi aqui para tentar te encontrar... Não posso pular sem você, porque o tempo me disse, que com o amor, se ganha asas. Que com o amor, se pode vagar além das estrelas, fazer das noites, sempre nupciais. E com o amor, também se encontrar o sentido mais infinito que busca nossa alma [...]  Porque foges de mim, se aqui estou para te encontrar. Gritava o coração enquanto eu me calava para não fugir de mim, tão grande ânsia de amar-te sem medo de errar. Pois de tantos concertos alheios, me vi em pedaços. E de todos estes fragmentos, "Ao me ver no espelho, encontrei o autor de minha vida." Quão estranho me vi aqui diante deste campo cheio de flores, pronto a lhes dar, mas e sem te ter? O que posso eu fazer? Distante do meu eu para somente te buscar, eu caminho ao vento para em tudo tocar, e em nada ficar... E juz quando lhes ver, te carregar para além das nuvens, longe de todos os abismos, amor."
Puxe o sonho pelas mãos, ele desliza
Ao tempo que aqui passa,
           ...Empurre com o olhar, porque tudo tremeluz
   E parte o instante, e tudo muda de novo.
           ...Faz silêncio no topo da colina,
A neblina desce e cobre o olhar,
Sobre aquilo que se faz presente
"Um sorriso que chega sem avisar, como a manhã fria."

Um vento que sopra e carrega as folhas
Sem que eu saiba que ela já esteve aqui
Pois antes, tudo isso imaginei ... Ficou,
Guardado como a imagem de mil estrelas

Que brilhavam além do meu alcance,
Só assim, pude alcançar, imaginando-a
Como uma flor que nasce no deserto,
Durante longa noite, onde em teus braços, adormeço

Não te sonho distante, pois rio em seu corpo
Que mergulho feito linho de pérolas que te desenham
E descem profundo mar para te encontrar,
Assim o vento sopra e me leva, te trás, e aqui me encontro.
                             //
                   ...

10 de maio de 2014

                            "Um sopro ao desalento,
                                         Como o acalanto do vento...
                                                     Parte o trovão e dança a alma,
                                            Desatam os nós, desfazem as ilusões...
_________________________

                         Como o sol ,
                                      Lhes dou a sombra.
                         Assim como á noite,
                                      Lhes dou o dia.
                         E então como a chuva,
                                      Te dou o Oceano.

Os demônios

Os demônios A penumbra da madrugada fria Onde estreitos eixos se debatem Como um finíssimo aço na mata que se propaga Um saco de ossos v...